segunda-feira, 4 de junho de 2012

Caixa Econômica Federal realiza audiência pública em Seropédica

Nesta ultima quinta-feira (31) a Caixa Econômica Federal realizou no Clube Seropédica, a 1ª Reunião de esclarecimento do Projeto Minha Casa, Minha Vida, bem como tirar duvidas a respeito dos cadastros a respeito da seleção e sorteio das casas. 
Foram construídas pelo Programa Minha Casa Minha Vida 646 unidades habitacionais em Seropédica, para famílias com renda de 0 a 3 salários mínimos. Trata-se do 1º empreendimento para essa faixa de renda da superintendência regional.
Ao decorrer da Audiência o superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Fernando Rabello, que é responsável por todo o Sul Fluminense e mais algumas cidades da região Metropolitana, afirmou que o convênio assinado entre a Caixa, a SETA Construtora e a prefeitura local garantiu que as casas fossem construídas de acordo com as especificações do programa: dois quartos, sala, cozinha e banheiro, num prazo de 18 meses e custarão R$ 45 mil cada. “As famílias pagarão prestação de no mínimo R$ 50 e no máximo 10% da renda familiar, durante o prazo de financiamento, que é de 120 meses”, explicou Rabello.

O total de investimento para a construção do Condomínio Residencial das Acácias, constituído de 327 casas residenciais e do Condomínio Residencial Parque das Flores, composto por 319 unidades, será de mais de R$ 29 milhões, com recursos oriundos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), destinado à população alvo definida no âmbito do programa.

O superintendente regional comentou o papel fundamental da prefeitura no Programa Minha Casa, Minha Vida, tanto no cadastramento e seleção das famílias que serão beneficiadas, como nos incentivos fiscais que viabilizam a concretização do Programa. “Tanto esta Audiência como as outras que serão organizadas coroam o trabalho, a dedicação e a crença no empreendimento e no que ele representa para a comunidade e para a Caixa. O sonho da casa própria é sem dúvida o maior da população brasileira e nós da Caixa, devemos nos orgulhar da nossa contribuição para tornar isso uma realidade”, finalizou.

O “Minha Casa, Minha Vida” é uma iniciativa do Ministério das Cidades e tem como meta a construção de 1 milhão de moradias para famílias com renda de até 10 salários mínimos, em parceria com estados, municípios e iniciativa privada. Além de viabilizar a casa própria para famílias de baixa renda, o programa pretende impulsionar a economia, gerar empregos e trazer reflexos positivos para toda a sociedade.

Foto – Levi Oliveira

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário